Bombardeios do regime sírio deixam 20 mortos

Entre as vítimas estão sete crianças, segundo anunciou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH)

Vinte civis, incluindo sete crianças, morreram nesta quinta-feira em ataques aéreos lançados pelo regime de Bashar al-Assad contra uma região localizada a sudeste de Damasco, anunciou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Dezenas de pessoas também ficaram feridas nestes ataques no centro de Mammuriyé, uma localidade da Ghuta Oriental, o maior reduto rebelde na província de Damasco que é regularmente bombardeado pelo regime, ressaltou o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.

Além disso, dois civis morreram em disparos de obus contra a localidade de Duma, ao nordeste de Damasco, ao mesmo tempo em que a Guta oriental era bombardeada pela aviação do regime sírio, disse Abdel Rahman. Os rebeldes atiram com frequência com morteiros a partir da Guta oriental.

Em quase cinco anos, a guerra na Síria provocou mais de 250.000 mortes e forçou milhões de pessoas a fugir do país.