20 líderes estudantis presos em Mianmar

A onda de prisões nesta sexta-feira é a mais importante desde a dissolução da junta militar, em março de 2011

Yangun – Vinte líderes estudantis foram presos nesta sexta-feira em Mianmar, na véspera de uma cerimônia para recordar a repressão contra os estudantes de 1962, indicou à AFP Thet Zaw, um dos dirigentes da Geração 88, a organização estudantil que organizou a revolta de 1988, reprimida com violência pelo regime.

A onda de prisões nesta sexta-feira é a mais importante desde a dissolução da junta militar, em março de 2011.

Um dirigente birmanês confirmou apenas que cinco líderes estudantis foram detidos em seus domicílios em Yangun em função dos preparativos para a cerimônia de recordação.

Em 7 de julho de 1962, os estudantes se manifestaram contra o golpe de Estado que levou ao poder o general Ne Win, que dirigiu o país com mão de ferro até 1988.

A repressão deixou dezenas de mortos e, no dia seguinte, a junta militar dinamitou o prédio da união estudantil.