Vice dos EUA se reúne com refugiados venezuelanos na Colômbia

Mike Pence e sua esposa, Karen Pence, fizeram uma oração na Capela do Calvário de Cartagena, e depois passaram um tempo com os imigrantes

Bogotá – Em meio ao aumento das pressões de Washington ao governo venezuelano de Nicolás Maduro, o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, se reuniu hoje com cerca de trinta venezuelanos que se refugiaram na Colômbia.

Pence e sua esposa, Karen Pence, fizeram uma oração na Capela do Calvário de Cartagena, onde se encontraram com líderes religiosos e famílias venezuelanas. A segunda dama rezou pelo “consolo dos refugiados venezuelanos”.

Depois da oração, eles passaram um tempo com os imigrantes para ouvir suas histórias. Os jornalistas não tiveram acesso às conversas. Pence disse que escutou histórias comoventes sobre a falta de comida no país vizinho.

“Não nos calaremos enquanto a Venezuela caminha para uma ditadura”, disse o vice na véspera de seu encontro com o presidente colombiano, Juan Manuel Santos.

Pence iniciou ontem uma viagem para vários países da América Latina para buscar aliados e isolar cada vez mais a Venezuela, após a instalação da assembleia constituinte no Brasil.

Ontem, Pence disse que Washington tem “muitas opções” para a Venezuela após o presidente americano, Donald Trump, garantiu que não descarta uma intervenção militar.

Os países latino-americanos, incluindo o Brasil, opuseram-se a ideia, dando preferência a pressões políticas e diplomáticas.

Em Caracas, tanto os defensores de Maduro como a oposição rechaçaram a possibilidade de uma intervenção armada. O governo convocou uma manifestação para mostrar seu repúdio à “ameaça intervencionista” de Trump.

“Os EUA e seu satélite bogotano pretendem dar lições democráticas a Venezuela enquanto amparam grupos de neonazistas em seu território”, disse no Twitter o ministro de Informação da Venezuela, Ernesto Villegas, referindo-se a manifestação de supremacistas brancos em Charlottesville, no estado norte-americano de Virgínia.

Durante sua viagem pela América Latina, Pence ainda visitará a Argentina, Chile, Panamá e México.

Fonte: Associated Press.