Vice dos EUA fala de possível encontro com membros norte-coreanos

Declarações ocorrem após um funcionário norte-coreano assegurar que seu país "nunca mendigou o diálogo" com Washington e "assim seguirá sendo no futuro"

Tóquio – O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, deixou aberta nesta quinta-feira a opção de se reunir com membros da delegação norte-coreana durante os Jogos Olímpicos de Inverno, que será oficialmente inaugurado amanhã em PyeongChang (Coreia do Sul).

“Veremos se surge algum tipo de encontro em qualquer tipo de contexto”, disse o número dois da Casa Branca à imprensa ao ser questionado sobre o tema antes de partir da base aérea de Yokota (oeste de Tóquio) com destino à Coreia do Sul.

“Não solicitamos nenhuma reunião com representantes norte-coreanos, mas se tiver algum contato com eles em qualquer contexto durante os dois próximos dias, a nossa mensagem será a de sempre”, reiterou Pence após pronunciar um discurso perante as tropas americanas desdobradas na base japonesa.

Washington pede a Pyongyang que “deixe de uma vez por todas as suas ambições nucleares e de mísseis balísticos”, e advertiu que até que isso ocorra “continuará a pressão econômica e diplomática”, sublinhou Pence.

O vice-presidente fez estas declarações em meio às especulações sobre um possível encontro entre os enviados de Washington e Pyongyang aos Jogos, e no mesmo dia em que a imprensa norte-coreana diz que essa opção não está nos planos do regime de Kim Jong-un.

“Nós claramente não temos a intenção de nos reunirmos com os EUA durante nossa visita à Coreia do Sul”, apontou um diretor do Ministério de Relações Exteriores de Pyongyang em declarações recolhidas hoje pela agência estatal de notícias “KCNA”.

Em suas declarações, o funcionário assegura que a Coreia do Norte “nunca mendigou o diálogo” com Washington e “assim seguirá sendo no futuro”.

Pence encontraria, na sexta-feira, durante a cerimônia de abertura dos Jogos, com uma delegação de alto nível enviada por Pyongyang e composta entre outros por Kim Yo-jong, a irmã do líder norte-coreano, e o presidente honorífico do país, Kim Yong-nam.

O vice-presidente americano também tem previsto manter várias reuniões hoje com o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, entre outros atos incluídos em sua agenda na Coreia do Sul, onde ficará até sábado.

A delegação de Pyongyang, por sua vez, permanecerá na Coreia do Sul até domingo e acredita-se que, além da cerimônia de abertura dos Jogos de Inverno, poderia assistir ao concerto que a orquestra norte-coreana Samjiyon oferecerá em Seul esse dia.