Viaduto desaba na Itália e autoridades citam ao menos 11 mortos

A polícia de Gênova informou sobre o desabamento e explicou que aconteceu depois de "uma violenta tromba d'água". Autoridades divulgaram imagens do ocorrido

Roma – Um trecho de um viaduto localizado na cidade italiana de Gênova desabou nesta terça-feira e as autoridades buscam as pessoas que estavam nos veículos que caíram no “vazio”, segundo confirmou o Corpo de Bombeiros local. Pelo menos 11 pessoas morreram e cinco ficaram gravemente feridas, segundo fontes do Ministério do Interior italiano.

O ministro de Infraestruturas, Danilo Toninelli, segue “com a máxima apreensão” o ocorrido em Gênova que parece, disse no Twitter, como uma “imensa tragédia”.

Trata-se da ponte Moranti sobre a estrada A10, que tem 1.182 metros de extensão e uma altura de 90 metros. O trecho que desabou tinha duas faixas de carro e cerca de cem metros de comprimento. Autoridades temem que veículos possam estar debaixo dos escombros, por isso que as equipes de emergência que se deslocaram ao local utilizam cachorros na busca.

Ao local já chegaram os corpos de segurança e as diferentes equipes de emergências. Os bombeiros explicaram no Twitter que o desabamento aconteceu por volta de meio-dia (7h, em Brasília) e trabalham ativamente com a equipe de Busca e Resgate Urbano (USAR, por sua sigla em inglês).

A polícia informou sobre o desabamento e explicou que aconteceu depois de “uma violenta tromba d’água”.

A ponte foi construída na década de 60 e une a estrada A10, que chega da fronteira da França, com a A7 para Milão (norte). O viaduto transcorre sobre uma zona urbana na qual há shoppings, edifícios residenciais e áreas industriais.