Venezuela inicia campanha para eleições legislativas

Desde hoje, os partidos políticos podem se dedicar à captação de votos dos cerca de 19 milhões de venezuelanos habilitados a votar

Caracas – A campanha para as eleições legislativas da Venezuela, fixadas para 6 de dezembro, começou oficialmente nesta sexta-feira.

Desde hoje, os partidos políticos podem se dedicar à captação de votos dos cerca de 19 milhões de venezuelanos que estão habilitados para escolher os 167 deputados da Assembleia Nacional (AN).

A campanha, que terá uma duração de 21 dias, deverá terminar na noite de 3 de dezembro, três dias antes da votação.

O trabalho das centenas de candidatos que concorrem ao parlamento venezuelano, no entanto, começou há várias semanas com longos processos de pré-seleção, primárias internas e cooptação dos partidos para escolher os nomes que estarão na cédula de votação.

A oposição, para quem as enquetes dão vantagem neste pleito, convocou para hoje um comício em Caracas no qual estarão seus principais representantes e que lançará a campanha, denominada “Venezuela quer”.

O Governo não tem, a princípio, previsto algum ato central de abertura de campanha na capital venezuelana, mas sim estão programados atos e mobilizações em outros pontos do país.

O Conselho Nacional Eleitoral (CNE) publicou em 5 de novembro uma resolução com as regras para as atividades proselitistas, incluída a regulação do uso dos espaços televisivos, radiofônicos e outros meios.

As últimas eleições realizadas na Venezuela foram as municipais de 8 de dezembro de 2013, nas quais o chavismo ganhou a maior parte das mais de 300 Prefeituras do país.