Velório de José Alencar reúne políticos e autoridades

Entre os políticos mais conhecidos que compareceram estavam José Dirceu, Itamar Franco e o líder do PSDB no Senado, Álvaro Dias

Brasília – O ex-ministro José Dirceu, que esteve hoje no Palácio do Planalto, onde está sendo velado o corpo do ex-vice-presidente José Alencar, lamentou a morte do amigo, a quem comparou como um pai. “O Lula disse que perdeu um irmão e eu perdi quase um pai”, afirmou. Segundo ele, Alencar foi um amigo sempre presente, “uma mão que me amparava, me protegia, muitas vezes me levantava”.

Compareceram à cerimônia ministros de Estado, ministros de tribunais superiores e parlamentares, inclusive da oposição, como os senadores Aloizio Nunes Ferreira (PSDB-SP) e Itamar Franco (PPS-MG). O velório já foi aberto para o público.

O líder do PSDB no Senado, Álvaro Dias, disse que Alencar “foi discreto quando a discrição foi necessária, mas soube contrariar em determinados momentos, até ajudando a oposição, ao criticar as taxas de juros”.

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, disse que o Brasil perde muito em humanismo, com a morte de Alencar. “Não tenho dúvida que é algo que faz falta ao homem de forma geral, este sentimento profundo de humanidade, caracterizado por ele”.

O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, anunciou que dará o nome de José Alencar ao Hospital da Criança, que será construído no DF.