Vazamento de óleo no mar da China pode estar entre 10 maiores

Vazamento preocupa porque óleo é incolor, o que torna sua retirada do mar ainda mais difícil

O fogo provocado pela explosão de um navio petroleiro do Irã, que se chocou com um cargueiro de grãos no mar na China no último domingo, já se estende por quatro dias. Nesta quarta-feira, as equipes de resgate relataram uma nova explosão. Elas receberam a ordem de se afastar dos navios e interromper a tentativa de conter as chamas.

Carregado com cerca de um milhão de barris de óleo condensado, um tipo de petróleo ultra leve, o navio tem trazido enorme preocupação para o governo chinês e para o mundo todo. As equipes de resgate ainda não conseguiram encontrar as vítimas e nem conter o incêndio, que pode durar até um mês, de acordo com o ministério de Pesca e de Oceano da Coreia do Sul. As autoridades também não conseguiram quantificar o óleo que contaminou o mar, mas estima-se um vazamento de cerca de 130.000 toneladas.

Este volume coloca o acidente entre os dez maiores vazamentos da história. O maior de todos, porém, não foi acidental: no fim da Guerra do Golfo, em 1991, forças iraquianas deixaram vazar propositalmente mais de um milhão de toneladas de petróleo no Golfo Pérsico. Abaixo, conheça os maiores vazamentos já registrados e saiba mais detalhes sobre o acidente no mar da China.