Vaticano nega que papa tenha conversado com Assad

O Vaticano negou que o papa tenha conversado por telefone com o presidente da Síria, Bashar al-Assad, como publicou um meio de comunicação argentino

Cidade do Vaticano – O Vaticano negou nesta quinta-feira que o papa Francisco tenha conversado por telefone com o presidente da Síria, Bashar al-Assad, como publicou um meio de comunicação argentino.

O porta-voz do Vaticano, o jesuíta Federico Lombardi, desmentiu “categoricamente” que Francisco tenha ligado para Assad nos últimos dias para mediar o conflito sírio.

Já a imprensa italiana divulgou hoje que o papa escreveu uma carta ao presidente russo, Vladimir Putin, por ocasião da abertura da cúpula do G20 em São Petersburgo, na qual pede pela paz na Síria.

O Vaticano não comentou até agora sobre a mensagem. O papa se reúne nesta quinta-feira com todos embaixadores credenciados na Santa Sé para informá-los sobre a jornada de oração e jejum que convocou para sábado para pedir a paz na Síria e no mundo.

O pontífice, que enviou várias mensagens nos últimos dias para pedir a paz, também convocou para este sábado uma vigília na praça São Pedro pela paz na Síria, que será realizada das 19h locais até a meia-noite.