Vaticano diz que Bento XVI está muito cansado

O Vaticano disse que não há condições médicas específicas que possam ter levado Bento XVI a tomar a decisão de se tornar o primeiro Papa em 600 anos a renunciar

Londres – Quando se tornou Papa aos 78 anos, Bento XVI já era o pontífice eleito mais velho em quase 300 anos. Ele agora tem 85 e nos últimos anos suas atividades desaceleraram significativamente. Viagens ao exterior foram cortadas e audiências limitadas. O percurso do Papa até o altar na Basílica de São Pedro tem sido feito por meio uma plataforma para evitar que ele caminhe. Ocasionalmente ele usa uma bengala.

O Vaticano disse nesta segunda-feira que não há condições médicas específicas que possam ter levado Bento XVI a tomar a decisão de se tornar o primeiro Papa em 600 anos a renunciar. Ele alegou que sua idade avançada significa que não terá mais muito tempo o vigor físico e mental necessário para liderar mais de um bilhão de católicos do mundo.

Um médico próximo ao time médico do Papa disse nesta segunda-feira que o pontífice não tem uma doença grave, mas que assim como muitos homens na sua idade, ele já passou por problemas de próstata, por exemplo. Além disso, o Papa está simplesmente velho e cansado, afirmou o médico em condição de anonimato.

De acordo com Georg Ratzinger, irmão do Papa, o pontífice contou que seu médico o aconselhou a não fazer mais viagens transatlânticas. De fato, Bento XVI tinha apenas uma viagem marcada para este ano, seria em julho para o Brasil quando participaria da Jornada Mundial da Juventude. As informações são da Dow Jones.