Vaticano diz apoiar os esforços para poupar sofrimento dos venezuelanos

Em comunicado, o Vaticano afirmou que acompanha de perto a situação e reza pelas vítimas na Venezuela

Cidade do Panamá – O Vaticano comunicou nesta quinta-feira que “apoia todos os esforços que permitam poupar posterior sofrimento à população” da Venezuela e que o papa Francisco “acompanha de perto a situação e reza pelas vítimas”.

O porta-voz interino do Vaticano, Alessandro Gisotti, afirmou em uma nota que o papa foi informado do que está acontecendo na Venezuela durante sua visita ao Panamá e que “segue com proximidade a situação e reza pelas vítimas e por todos os venezuelanos”.

Juan Guaidó, presidente do parlamento venezuelano, se autoproclamou presidente em exercício para assumir as competências do Executivo no marco do que chamou de luta contra a “usurpação” da presidência por parte de Nicolás Maduro.

O governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi o primeiro a reconhecer nesta quarta-feira Guaidó como governante legítimo da Venezuela, linha que foi seguida por mais de uma dezena de países do continente americano, incluindo Brasil, Colômbia, Equador e Argentina.