Uruguai realiza maior apreensão de drogas da história do país

A droga, que seria exportada para a África junto com farinha de soja, foi encontrada na sexta-feira

Montevidéu – A Direção Nacional de Aduanas do Uruguai, junto com a polícia, realizou a maior apreensão de drogas da história do país: mais de seis toneladas de cocaína que estavam distribuídas entre contêineres portuários e um campo localizado na província de Soriano, no oeste.

A droga, que seria exportada para a África junto com farinha de soja, foi encontrada na sexta-feira, após scanners no porto de Montevidéu detectarem anomalias no interior dos contêineres.

Ao todo, o terminal portuário confiscou 3.089 tijolos de cocaína que equivaliam a 4.417.720 quilos, a maior apreensão da história até então.

O diretor da Direção Nacional de Aduanas, Jaime Borgiani, confirmou o fato em entrevista coletiva e alertou que “com a alfândega uruguaia não se brinca”.

Borgiani disse que a alfândega já vinha realizando “um trabalho de investigação prudente” sobre a empresa produtora de soja e monitorando a exportação de mercadorias. Segundo o diretor, a empresa estava testando os movimentos da alfândega em carregamentos anteriores.

Horas depois da descoberta, a polícia uruguaia invadiu o estabelecimento rural dos proprietários da empresa, onde os contêineres foram carregados, e os quilos restantes de drogas foram encontrados lá.

O proprietário do local e seu filho – os principais suspeitos de serem os traficantes de drogas – estão sob custódia e prestam depoimento ao Ministério Público. As estimativas do valor de toda essa droga encontrada estão em US$ 230 milhões.