Uruguai intercepta navio com 1,4 tonelada de cocaína

Autoridades prenderam seis tripulantes colombianos e três nicaraguenses

Montevidéu – As autoridades do Uruguai prenderam seis tripulantes colombianos e três nicaraguenses, e interceptaram o navio pesqueiro de bandeira panamenha ‘Ferber’, com 1,4 tonelada de cocaína no interior, com a suspeita de que iria para a Europa, confirmou a Marinha uruguaia à Agência Efe neste domingo.

O navio partiu de um porto peruano, e chegou há mais de uma semana a Montevidéu, segundo as fontes.

Uma inspeção de rotina chamou a atenção das autoridades da Marinha que a embarcação, apesar ser um pesqueiro, não tinha qualquer pesca a bordo.

Posteriormente, ao analisar a documentação dos tripulantes, foi comprovado que um deles tinha antecedentes criminais por tráfico de drogas, detalhou o relatório oficial uruguaio.

Com essa informação foi solicitada a autorização ao Tribunal Especializado em Crime Organizado no Uruguai para realizar uma revisão mais detalhada do navio, afirmaram as fontes.

As autoridades encontraram a droga ‘muito bem escondida’, debaixo da adega e sobre os tanques de combustível em uma parte disfarçada.

Pelo volume da cocaína encontrado e por indícios surgidos durante a investigação acredita-se que a cocaína tinha como destino final um país da Europa, embora ainda não seja possível afirmar qual, disseram as autoridades.

O capitão do navio, de nacionalidade colombiana, e outro oito tripulantes permanecem detidos e à disposição do tribunal, segundo as fontes oficiais.