Uruguai buscará maior conexão aérea com Brasil para Copa

Segundo site da presidência uruguaia, ministra apontou que seu país precisa investir em promoção e na chegada de linhas aéreas para atender o mercado brasileiro

Montevidéu – O Uruguai tentará contar com uma maior conexão aérea com o Brasil, particularmente com a região do noroeste do gigante sul-americano, para aproveitar o gancho turístico gerado pela Copa do Mundo, contou nesta quarta-feira a ministra Lilian Kechichian.

Segundo o site da presidência uruguaia, a ministra apontou que seu país precisa continuar trabalhando e investir em promoção e na chegada de linhas aéreas para atender o mercado brasileiro, para onde Uruguai “não tem teto porque os 400 mil turistas que chegam desse país poderiam se tornar um milhão”.

“Continua havendo espaço para a malha de conectividade com o Brasil, em particular com o nordeste, que seria bom ter uma linha aérea que a ocupasse. Este ano a Copa do Mundo vai exigir uma conectividade muito importante levando em conta que a seleção uruguaia jogará em Fortaleza e várias seleções terão sua sede no nordeste”, disse.

Nos últimos anos o Uruguai avançou na promoção turística no Brasil, que se concentrou em algumas regiões.

“Por ser um país muito grande abarcá-lo totalmente seria muito oneroso”, explicou a ministra do Turismo.

“Em um próximo período de governo a promoção deveria se concentrar no nordeste brasileiro e em mercados emergentes da América Latina como Colômbia e México”, apontou.

“Um bom porcentual dos 60 milhões de colombianos e dos 100 milhões de mexicanos, de interessante poder aquisitivo, estão viajando e o Uruguai quer captá-los”, ressaltou.

Kechichian insistiu na necessidade de melhorar a conectividade aérea de seu país, já que na “América Latina sem aviões não há turismo, essa é uma realidade incontestável”, e que nesse sentido o Uruguai nos últimos tempos deu “passos importantes”.

“Conseguimos um voo diário para os Estados Unidos com a American Airlines, favorecemos a chegada de Copa, Taca, que a Lan melhorasse seus frequências e também surgiu a BQB”, enumerou.

A ministra também anunciou que no final de mês participará na Espanha da Feira Internacional de Turismo (FITUR 2014) e se reunirá com os representantes da Air Europa, a única companhia aérea que mantém um voo direto e sem escalas entre Montevidéu e Europa e que segundo ela pretende ampliar sua frequência semanal.