Panda pode entrar para livro dos recordes por longevidade

HONG KONG – A ursa panda mais velha do mundo que vive em cativeiro desafiará o recorde mundial de longevidade para sua espécie, com idade equiparável a um humano de 100 anos.     

A ursa panda de Hong Kong Jia Jia, cujo nome significa “boa”, completará 37 anos no parque temático Ocean Park, alcançando Du Du, o mais velho panda sobrevivente em cativeiro, segundo o livro Guinness World Records. Ele morreu em 1999 aos 37 anos.     

“É raro pandas chegarem a esta idade”, disse Grant Abel, diretor de cuidados com animais do parque. “É provavelmente equivalente a um humano em torno de 100 anos”.

Os cuidadores de Jia Jia dizem que estão considerando o envio de uma aplicação para o Guinness World Records após a celebração de seu aniversário, no verão do Hemisfério Norte, mas a data exata não é conhecida, já que foi capturada na natureza.

Nascida na China em 1978, Jia Jia foi adotada por Hong Kong em 1999. Ela pesa 80 quilos e sua saúde é considerada ótima para sua idade, mesmo que sua visão seja severamente prejudicada e sua audição se deteriorou, disse Paolo Martelli, veterinário-chefe do parque.

Jia Jia toma medicamentos para pressão arterial e artrite. Ela caminha lentamente e evita a área de exposição de seu cercado, preferindo ficar na parte de trás, junto com seu banquete que inclui quilos de brotos de bambu e folhas, além de frutas e pão.