Unidade militar britânica cometeu assassinatos nos anos 70

A unidade se chamava Military Reaction Force (MRF, Força de Reação Militar) e foi desmantelada em 1973, depois de atuar durante 18 meses

Londres – Uma unidade secreta militar britânica assassinou pessoas supostamente relacionadas com o grupo terrorista IRA na Irlanda do Norte durante os piores anos do conflito, revela um programa da BBC que será exibido nesta quinta-feira.

A unidade se chamava Military Reaction Force (MRF, Força de Reação Militar) e foi desmantelada em 1973, depois de atuar durante 18 meses. Seus membros aceitaram ser entrevistados sem que fossem identificados no programa Panorama da BBC.

Os membros do esquadrão da morte explicam que sua missão era caçar membros do Exército Republicano Irlandês (IRA) em Belfast, capital da província britânica.

O ministério da Defesa disse à BBC que transmitiu à polícia as informações de que dispunha sobre o caso, mas o canal afirma que os arquivos do MRF foram destruídos.

Segundo a BBC, a força era integrada por 40 membros do exército britânico à paisana e dedicados a realizar patrulhas de vigilância durante 24 horas pelas ruas do oeste de Belfast, reduto do IRA.

Além disso, assassinavam supostos membros do grupo paramilitar católico para “minimizar sua atividades”, afirmou um dos integrantes do esquadrão.

Segundo a matéria, foram identificados 10 civis desarmados tomados como alvo pelo MRF.

A Irlanda do Norte, uma província britânica, conheceu 30 anos de violência sectária entre protestantes, partidários de continuar ligado à Grã-Bretanha, e católicos, que defendiam a união com a Irlanda.

O conflito deixou 3.500 mortos. Calcula-se que 11% deles foram de responsabilidade do Estado, segundo a BBC, que cita os trabalhos de uma equipe encarregada de revisar as mortes dentro dos acordos de paz de 1998.

As revelações do programa acontecem um dia depois do pedido do procurador-geral da Irlanda do Norte por uma anistia para os crimes cometidos durante os anos de chumbo, sugestão que provocou uma forte rejeição.