União Europeia convoca cúpula informal com vários países por imigração

A reunião que vai discutir a crise imigratória na Europa, vai reunir vários líderes de Estados-membros do bloco no domingo (24), antes do Conselho Europeu

Bruxelas – O presidente da Comissão Europeia, o órgão executivo da União Europeia (UE), Jean-Claude Juncker, convocou nesta quarta-feira uma reunião informal de trabalho com os líderes de vários Estados-membros do bloco para o domingo em Bruxelas, para tratar da questão da imigração antes do Conselho Europeu da semana que vem.

“Convoquei uma reunião informal de trabalho sobre assuntos de migração e asilo no domingo para trabalhar com um grupo de chefes de Estado e de governo dos Estados-membros interessados em encontrar soluções europeias antes do próximo Conselho Europeu “, informou Juncker no Twitter.

O governo da França confirmou a presença de Macron na reunião. No sábado, o chefe de Estado francês receberá o presidente do governo espanhol, Pedro Sánchez, para abordar o desafio da imigração.

Macron já tratou deste assunto na segunda-feira com a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e ambos defenderam uma proposta conjunta para enfrentar a crise migratória que inclui reforçar as fronteiras exteriores da UE e impedir que os imigrantes possam pedir asilo em diferentes países, mas somente no Estado de entrada.

O objetivo seria impedir a denominada “migração secundária” entre países do bloco, na busca do lugar mais conveniente para pedir proteção legal enquanto se avança para uma padronização dos critérios de asilo.

Segundo uma minuta das conclusões que o Conselho Europeu espera aprovar nos dias 28 e 29 de junho, a UE planeja criar fora do território comunitário centros ou “plataformas regionais de desembarque” para classificar os imigrantes que chegam à Europa, se são de caráter econômico ou se têm direito a asilo.

A reunião de domingo vai acontecer na sede principal da Comissão Europeia, o edifício Berlaymont, informou o porta-voz chefe dessa instituição, Margaritis Schinas, que acrescentou que mais detalhes do encontro serão divulgados entre hoje e amanhã.

Fontes comunitárias disseram à Agência Efe que, ao contrário do que acontece com as cúpulas com os 28 países, o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, não vai organizar essa reunião informal e seguirá preparando a cúpula da semana que vem com todos os Estados-membros.