Uefa abre processo contra CSKA Moscou por cantos racistas

A Uefa anunciou que abriu um processo disciplinar contra o CSKA Moscou, pela conduta racista de seus torcedores durante partida

A Uefa anunciou nesta quinta-feira que abriu um processo disciplinar contra o CSKA Moscou, pela conduta racista de seus torcedores durante a partida da terceira rodada da Liga dos Campeões contra o Manchester City.

O processo, em que também está incluída a denúncia do uso de sinalizadores durante a partida, será estudado pelo Comitê de Controle e Disciplina em 30 de outubro.

O marfinense Yaya Touré, meia do Manchester City, denunciou na quarta-feira que foi vítima de cantos racistas durante a partida no estádio Khimki, em que a equipe inglesa venceu por 2 a 1.

Após a partida, o clube inglês indicou sua intenção de apresentar uma reivindicação oficial à Fifa com relação ao fato. Yaya Touré comentou que disse ao árbitro que aquilo era “inacreditável e muito triste”.