UE terá troca automática de informações, diz Angela Merkel

As informações às quais a chanceler alemã se refere são sobre dados bancários

Bruxelas – A chanceler alemã Angela Merkel afirmou nesta quarta-feira que na União Europeia (UE) “haverá finalmente a troca automática de informações” sobre dados bancários e uma base comum com países terceiros como a Suíça.

“Vamos tomar decisões que mudarão as coisas. Haverá finalmente na UE uma troca automática de informação sobre dados necessários e sobretudo também negociações com países terceiros sobre uma base comum”, disse Merkel durante sua chegada à cúpula europeia que pretende avançar hoje na luta contra a evasão e a fraude fiscal.

“Isso é um passo importante”, sustentou a chanceler, em referência às negociações com a Suíça, Liechtenstein, Andorra, San Marino e Mônaco de novos acordos sobre a tributação da economia, que na prática equivalerá a uma troca automática de informação bancária.

Merkel afirmou que uma vez aprovados esses convênios e feita a revisão da tributação da economia da UE, bloqueada desde 2008 pela Áustria e Luxemburgo -, algo que será feito antes do fim do ano segundo o texto de conclusões que será aprovado hoje pelos líderes europeus – é provável que tenha que ir em direção a uma troca automática de dados “ampliada”.

“Acho que é muito importante fazermos frente à fraude fiscal e à evasão fiscal de maneira decisiva se quisermos encorajar os cidadãos a pagar honestamente seus impostos e para isso, hoje é um dia muito importante”, disse a chanceler alemã.