UE quer trocar oferta comercial com Mercosul em dois meses

Comissão Européia confirmou blocos farão as ofertas comerciais para avançarem nas discussões sobre um acordo comercial

Bruxelas – O comissário de Comércio europeu, Karel De Gucht, assegurou nesta quarta-feira que a União Europeia (UE) e os países do Mercosul trocarão nos próximos dois meses as primeiras ofertas de acesso a produtos entre seus respectivos mercados, dentro das negociações de um acordo de associação, que inclui o livre comércio.

“Atualmente estamos negociando com o Mercosul e fazemos um progresso constante nestas negociações, mas agora eu não gostaria de fixar uma data para o fim das negociações”, disse De Gucht à imprensa em Bruxelas após a cerimônia de assinatura do tratado de livre-comércio alcançado com Colômbia e Peru.

“Nos próximos 60 dias trocaremos ofertas e é sobre essa base que as discussões continuarão”, disse o comissário ao ser perguntado sobre o estado das negociações com o Mercosul (formado por Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai).

A última rodada de trabalhos com esse grupo de países – a quarta desde que as negociações foram retomadas em maio do ano passado- terminou em 17 de março na capital belga sem que fossem trocadas as primeiras ofertas de acesso a mercados, apesar de em algumas delegações ter se afirmado que o bloco sul-americano estava preparado.

A agricultura é um dos aspectos mais difíceis na negociação entre a UE e o Mercosul, especialmente porque no bloco sul-americano há países que são líderes na exportação agrária e, por sua vez, reivindicam maior acesso de seus produtos ao mercado europeu.

Alguns dias antes do início da última rodada de negociações, cooperativas europeias alertaram para os prejuízos que a liberalização do comércio com esses países pode acarretar na agricultura europeia, especialmente para o setor de carne.

O próprio Parlamento Europeu pediu que não sejam feitas concessões que possam ser muito prejudiciais para os produtores da UE.

A próxima rodada de negociações será realizada na primeira semana de maio em Assunção.

“Temos uma data para alcançar um acordo, mas, por enquanto, não revelo”, disse o comissário.

Os ministros de Agricultura europeus discutirão nesta quinta-feira em reunião que celebrarão em Luxemburgo, a pedido da Irlanda, o estado das negociações com Mercosul.

O Governo de Dublin considera que não se devem apresentar ofertas comerciais ao Mercosul até que os Estados europeus tenham discutido e avaliado o impacto do acordo no setor agrário europeu.