UE impõe novas sanções ao regime sírio

As empresas afetadas estão relacionadas com a compra de materiais utilizados na repressão sangrenta do regime de Damasco, comandado por Bashar al-Assad

Luxemburgo – Os ministros das Relações Exteriores da União Europeia (UE) aprovaram nesta segunda-feira novas sanções contra o regime sírio, que afetam 28 pessoas e duas empresas vinculadas com a violência do governo.

As empresas estão relacionadas com a compra de materiais utilizados na repressão sangrenta do regime de Damasco, enquanto as pessoas seriam responsáveis diretas dessa violência, informaram fontes diplomáticas.

Todos eles terão seus ativos econômicos na UE congelados e os sancionados terão vetada sua entrada em território europeu, somando-se a uma “lista negra” na qual já figuram cerca de 150 pessoas e meia centena de companhias.