UE estende até junho de 2015 suspensão de sanções contra Irã

A União Europeia aprovou estender até 30 de junho do ano que vem a suspensão de suas medidas contra o Irã por programa nuclear

Bruxelas – A União Europeia (UE) aprovou nesta terça-feira estender até 30 de junho de 2015 a suspensão de suas medidas restritivas contra o Irã, após as grandes potências e Teerã concordarem em seguir negociando até esta data um acordo nuclear.

O Conselho da UE disse em um comunicado que, “enquanto o restante das medidas restritivas contra o Irã seguem de pé”, a suspensão permite o fornecimento de seguros e o transporte de petróleo iraniano para seus atuais clientes.

Além disso, continuam permitidas a importação, compra e transporte de produtos petroquímicos iranianos, e o comércio de ouro e metais preciosos com o governo iraniano e seus organismos públicos.

Segundo o Conselho, o aumento do limite para transferências financeiras com o Irã também segue em vigor.

As atas legais aprovadas pelo Conselho serão publicadas hoje mesmo no Diário Oficial da UE para que a decisão entre em vigor.

As seis potências do Grupo 5+1 (Estados Unidos, França, Reino Unido, China, Rússia e Alemanha) e o Irã definiram ontem em Viena, na Áustria, prolongar as negociações que se iniciaram em janeiro para conseguir um acordo estável sobre o programa nuclear iraniano.

A porta-voz comunitária Catherine Ray disse hoje na entrevista coletiva diária da Comissão Europeia que “ainda não se decidiu que papel terá” a anterior chefe da diplomacia da UE, Catherine Ashton, que até agora cumpriu a função de coordenadora nas negociações com o Irã.

A nova alta representante da UE, Federica Mogherini, discutirá este assunto com os ministros das Relações Exteriores e as partes envolvidas “ao longo da semana”, comentou a porta-voz.