UE espera que Venezuela considere todos recursos eleitorais

A União Europeia ressaltou a importância de que o resultado das eleições presidenciais seja aceito por todas as partes

Bruxela – A União Europeia (UE) declarou nesta terça-feira confiar em que as autoridades venezuelanas competentes considerem “devidamente todos os recursos” eleitorais, e ressaltou a importância de que o resultado das eleições presidenciais seja aceito por todas as partes.

Foi o que disse a porta-voz comunitária das Relações Exteriores, Maja Kocijancic, perguntada pela situação no país latino-americano na entrevista coletiva diária da Comissão Europeia (CE).

“Tomamos nota do anúncio por parte do Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela (CNE) da eleição do senhor (Nicolás) Maduro”, disse a porta-voz, que destacou que a UE considera “importante que o resultado seja aceito por todas as partes”.

“Acreditamos que todos os recursos devem ser considerados devidamente pelas autoridades competentes na Venezuela e estimulamos todas as partes a trabalhar de forma construtiva para promover o bom governo”, acrescentou Kocijancic.

A porta-voz não quis entrar em mais detalhes sobre a postura europeia em relação à polêmica gerada na Venezuela, e explicou que a UE publicará em breve um comunicado oficial sobre o resultado das eleições.

Maja chamou as autoridades venezuelanas a envolver “todos os segmentos da sociedade” do país e lembrou a disposição da UE a apoiar essa missão.