UE anuncia “processo” para acabar com conflito sírio

Ao término de uma conferência internacional em Viena haverá uma ação conjunta entre países e a ONU

Viena, 14 nov (EFE).- A chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, anunciou neste sábado o início de um “processo” para acabar com a guerra civil na Síria, ao término de uma conferência internacional em Viena com países de Europa, Ásia e Oriente Médio.

“O processo começou. A União Europeia (UE) fará sua parte em apoio da ONU para aplicar as decisões tomadas”, declarou a diplomata italiana, que anunciou um conselho de ministros das Relações Exteriores do bloco para segunda-feira em Bruxelas, no qual informará os 28 membros das decisões tomadas em Viena.

“Tomamos decisões e a União Europeia fará parte de todas as decisões que foram tomadas hoje”, declarou.

Mogherini anunciou que a próxima reunião sobre este processo será realizada justamente em Paris, o último alvo do terrorismo do grupo jihadista Estado Islâmico.

Moscou e Washington dirigiram hoje em Viena uma cúpula na qual participaram também Alemanha, Arábia Saudita, China, Egito, Emirados Árabes, França, Líbano, Irã, Iraque, Itália, Jordânia, Reino Unido, Turquia e Omã, assim como o enviado da ONU para a Síria, Staffan de Mistura e Mogherini.