Ucrânia denuncia entrada de blindados russos no país

Autoridades da Ucrânia denunciaram a entrada de blindados da Rússia em Lugansk, no leste do país

Kiev – As autoridades da Ucrânia denunciaram nesta sexta-feira a entrada de uma coluna de blindados do Exército russo na região de Lugansk, no leste do país, onde as forças governamentais combatem às milícias separatistas pró-Rússia.

“A inteligência militar confirmou que uma coluna de transportes blindados e caminhões cruzou a fronteira pela passagem “Izvarino”, fechada temporariamente, e entrou no território de nosso Estado”, declarou o porta-voz do comando das forças ucranianas que atuam no leste do país, Alexei Dmitrashovski.

De acordo com a fonte, os veículos militares tinham matrículas e distintivos russos e começaram a entrar em território ucraniano na noite de ontem.

Antes da confirmação de Dmitrashovski, a imprensa local já havia relatado que blindados russos cruzavam a fronteira ucraniana por “Izvarino”.

Segundo o comando ucraniano, a coluna russa era pouco numerosa e se dirigia em direção à cidade de Malogvardeisk, a cerca de 20 quilômetros ao sul de Lugansk, um dos principais redutos dos separatistas no leste da Ucrânia.

O incidente coincidiu com a chegada à fronteira russo-ucraniana do comboio com ajuda humanitária enviada pela Rússia para a população civil da Ucrânia oriental.

Após longas e tensas negociações, Kiev aceitou receber, com determinadas condições, a ajuda humanitária russa.

A Guarda Fronteiriça e o Serviço de Alfândegas da Ucrânia chegaram hoje ao posto fronteiriço russo “Donetsk”, próximo à passagem “Izvarino”, para revistar e certificar a carga humanitária russa.

A ajuda humanitária tem como destino a cidade de Lugansk, que se encontra à beira da catástrofe humana, sem luz e sem água há duas semanas e abandonada pela metade de seu 500 mil habitantes.

Os trâmites em “Donetsk” deverão ser supervisados por representantes da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) e do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, que acompanharão o comboio no território ucraniano e se encarregarão de repartir a carga entre a população civil de Lugansk.

Segundo Moscou, o comboio russo, integrado por 262 caminhões, transporta 2 mil toneladas de cereais, açúcar, alimentos para crianças, remédios, sacos de dormir e geradores elétricos.