Turquia expulsa do Femen feministas que protestaram nuas

Quatro manifestantes foram detidas depois de terem protestado com os seios à mostra em Istambul em frente à basílica de Santa Sofia

Istambul – A Turquia expulsou nesta sexta-feira quatro militantes do grupo feminista ucraniano Femen, que foram detidas depois de terem protestado com os seios à mostra em Istambul em frente à basílica de Santa Sofia, informou a agência de notícias Anatolia.

As quatro mulheres, acompanhadas por policiais, foram deportadas no aeroporto internacional de Istambul, onde gritaram “Freedom for Femen (Liberdade para o Femen)”, segundo a agência.

As militantes embarcaram em um avião para Kiev, acrescentou a agência.

Os quatro ativistas se manifestaram diante da basílica, hoje transformada em museu, em ocasião do Dia Internacional da Mulher, exibindo cartazes e gritando palavras de ordem denunciando os atos de violência doméstica de que as mulheres na Turquia são vítimas.

A polícia arrastou-as antes colocá-las dentro de uma viatura.

As militantes do grupo feminista Femen executam ações públicas, protestando com os seios à mostra para denunciar a prostituição, o turismo sexual, os ataques aos direitos das mulheres e as desigualdades, na Ucrânia e em outras partes do mundo.