Turquia confirma que Síria derrubou um de seus caças

"Deduz-se que o avião foi derrubado. Quando o incidente tiver sido esclarecido totalmente, serão tomadas as medidas adequadas'', diz documento turco

Istambul – A Turquia confirmou nesta sexta-feira que a Síria derrubou um de seus caças com dois tripulantes a bordo, que caiu em águas territoriais sírias, e avançou que, quando o incidente for esclarecido, tomará ”as medidas adequadas”, informou um comunicado do primeiro-ministro, Recep Tayyip Erdogan.

”Segundo as informações que vêm de nossas instituições e como resultado dos dados obtidos pelo trabalho de resgate que se faz de forma conjunta com a Síria, deduz-se que o avião foi derrubado pela Síria. Quando o incidente tiver sido esclarecido totalmente, serão tomadas as medidas adequadas”, diz o documento.

O comunicado foi divulgado à imprensa turca por volta das 18h (horário de Brasília), uma hora após o término de uma reunião de segurança convocada com urgência pelo primeiro-ministro depois de seu retorno do Brasil, onde participou da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20).

Horas antes, Erdogan tinha se negado a confirmar em entrevista coletiva os insistentes rumores sobre a derrubada da aeronave, e pediu à imprensa para esperar até depois de uma reunião convocada com urgência com os ministros de Exteriores, Ahmet Davutoglu; Interior, Idris Naeem; e Defesa, Ismet Yilmaz; assim como o responsável dos serviços secretos, Hakan Fidan, e o chefe do Estado-Maior, Necdet Özel.

O comunicado não esclarece se a Síria tinha pedido desculpas pelo incidente, como afirmou a imprensa turca num primeiro momento, e Erdogan também não quis detalhar este detalhe na entrevista coletiva.


Ele confirmou na entrevista coletiva que o avião teria caído em águas territoriais sírias e acrescentou que as tarefas de busca e resgate ”continuam junto com a Síria”, algo que também repete o comunicado emitido agora.

Nesta manhã, o Exército turco informou em um breve comunicado que o caça F-4 Phantom ”que decolou às 10h30 (horário local, 4h30 em Brasília) da base de Malatya perdeu contato de rádio e radar às 11h58, enquanto estava sobre o mar ao sudoeste de Hatay”.

O canal ”Al Mayadin”, com base no Líbano e próximo ao regime de Damasco, assegurou que as forças antiaéreas do Exército sírio derrubaram um avião de combate turco que tinha violado seu espaço aéreo sobre a cidade litorânea de Latakia.