Turistas encontram memorial ao Dia D fechado na Normandia

Memorial de cruzes brancas estava fechado devido à paralisação do governo federal dos EUA

Saint-Laurent-Sur-Mer – Turistas norte-americanos em visita ao cemitério do Dia D, na Normandia, norte da França, ficaram irritados ao descobrirem, depois de viajarem milhares de quilômetros, que o memorial de cruzes brancas estava fechado devido à paralisação do governo federal dos EUA.

Milhares de cidadãos dos EUA viajam à Normandia a cada ano para ver as praias e falésias onde soldados aliados fizeram sua primeira investida em território francês ocupado pelos nazistas, na imensa ofensiva em 6 de junho de 1944, conhecido como Dia D.

Há um ano do 70º aniversário da invasão, muitos vieram especialmente para visitar o Cemitério e Memorial Americano da Normandia, e encontraram os portões fechados por correntes.

“Devido à paralisação do governo dos EUA este local está fechado ao público”, diz uma placa sobre o portão. Dezenas de rosas foram depositadas no local por visitantes.

A página na Internet do órgão responsável pelo local disse que seus cemitérios e memoriais em países estrangeiros onde 125 mil norte-americanos morreram em guerras estavam temporariamente fechados por causa da interrupcão no financiamento.

Visitantes dos EUA na Normandia, alguns que alegaram ter planejado suas viagens por meses, culparam o oportunismo político de congressistas pelo impasse que os acabou impedindo de visitar o local onde seus ancestrais estão enterrados.