Tufão Francisco causa fortes chuvas no sul do Japão

A Agência Meteorológica do país emitiu alertas sobre possíveis transbordamentos de rios e deslizamentos de terra em todo o arquipélago

Tóquio – O tufão Francisco causou nesta sexta-feira fortes chuvas na ilha de Shikoku, no sul do Japão, enquanto a Agência Meteorológica do país emitiu alertas sobre possíveis transbordamentos de rios e deslizamentos de terra em todo o arquipélago.

Espera-se que Francisco, o 27º tufão da temporada 2013 no Pacífico, cause precipitações de mais de 50 milímetros por hora em Shikoku e também na ilha de Kyushu (sudoeste) durante o dia de hoje.

Apesar de ter desviado o seu curso, por isso não é esperado que o tufão toque a terra em nenhuma das quatro ilhas principais do Japão, ainda estão previstas fortes chuvas, entre hoje e amanhã, em boa parte do país, inclusive na ilha de Izu Oshima, que foi duramente atingida pelo tufão Wipha na semana passada.

Por isso, as autoridades de Izu Oshima, onde vivem cerca de 8 mil pessoas, ordenaram a evacuação de 2,3 mil residentes em duas áreas devido ao risco de deslizamentos de terra.

A passagem do Wipha na semana passada deixou 31 mortos e 13 desaparecidos em Izo Oshima, a cerca de 120 quilômetros de Tóquio, devido aos deslizamentos provocados pela chuva.

No total, a agência meteorológica prevê 250 milímetros de chuva acumulada até o meio-dia de amanhã em Izu Oshima.

Nesse mesmo período, são esperados 200 milímetros de chuva em torno da capital japonesa e no centro do país, e 180 no litoral oriental.

Os técnicos na usina nuclear de Fukushima estão trabalhando para garantir espaço suficiente para armazenar a água de chuva, que deve se acumular no exterior da central, para evitar que água contaminada com radioatividade possa chegar ao mar.

A água da chuva que cai na área da usina onde se encontram os tanques para armazenar líquido radioativo se contamina ao entrar em contato com esses contêineres e com a terra que contém resíduos de vazamentos tóxicos.