Tufão deixa 13 mortos e 2 milhões sem luz nas Filipinas

Cerca de 6.000 pessoas estão em centros de evacuação, enquanto várias aldeias ficaram alagadas

Manila – Pelo menos 13 pessoas morreram e dois milhões ficaram sem eletricidade por causa do tufão ‘Nari’ no norte das Filipinas, onde entrou na sexta-feira pela noite com ventos de até 180 km/h, informou hoje a imprensa local.

‘Enquanto relativamente há poucas vítimas, muitas áreas continuam inundadas’, disse Eduardo do Rosário, chefe do Conselho Nacional de Gestão e Redução de Desastres, segundo o jornal ‘Inquirer’.

A rapidez com a qual o tufão passou reduziu os danos e perdas de vidas humanas.

Cerca de 6.000 pessoas estão em centros de evacuação, enquanto várias aldeias ficaram alagadas e um grande número de estradas fechadas por enchentes e árvores caídas.

O tufão, com ventos sustentados de 120 km/h e rajadas de até 180 km/h, está neste momento no Mar da China Meridional em direção ao Vietnã.

Entre 15 a 20 tufões visitam as Filipinas a cada ano durante a estação chuvosa que começa em maio. EFE