Trump vai declarar emergência para financiar muro, diz líder do Senado

Presidente norte-americano também deve assinar acordo orçamentário para evitar nova paralisação do governo

Washington – O líder da maioria republicana no Senado dos Estados Unidos, Mitch McConnell, afirmou nesta quinta-feira que o presidente do país, Donald Trump, assinará o orçamento que evitará uma nova paralisação do governo e declarará estado de emergência nacional para obter as verbas necessárias para a construção do muro na fronteira com o México.

“Tive a oportunidade de falar com o presidente Trump, e diria a todos meus colegas que me mostrou que está pronto para assinar a lei (orçamentária). Também declarará ao mesmo tempo o estado de emergência nacional”, disse McConnell em sessão no plenário do Senado.

Nas últimas semanas, o próprio Trump tinha insinuado que, caso não conseguisse em acordo com o Partido Democrata no Congresso os US$ 5,7 bilhões que pretende para construir o muro, optaria por declarar o estado de emergência, que possibilitaria ao Pentágono se encarregar do projeto.

A Casa Branca confirmou a medida que será tomada pelo presidente americano. “O presidente Donald Trump assinará a lei orçamentária do governo e, como já disse, tomará outras medidas executivas – incluindo a declaração de emergência nacional – para garantir um fim à crise humanitária e de segurança na fronteira”, afirmou a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, em comunicado.