Trump recua e diz que obedecerá a lei sobre sítios culturais como alvos

O presidente havia dito no sábado que os EUA têm como alvo 52 sítios iranianos, incluindo aqueles que são muito importantes para a cultura do país

O presidente norte-americano, Donald Trump, disse na terça-feira a repórteres que obedecerá à lei internacional ao evitar alvejar locais culturais em ataques militares, recuando da ameaça que ele fez ao Irã dias antes.

Trump disse no sábado que os Estados Unidos têm como alvo 52 sítios iranianos, incluindo aqueles que são muito importantes para a cultura iraniana, e atacariam se o Irã atacasse norte-americanos ou ativos dos Estados Unidos em resposta ao assassinato de seu comandante militar Qassem Soleimani.

Atacar locais culturais, no entanto, quebraria convenções e tratados internacionais, e a ameaça provocou preocupação em todo o mundo.