Trump quer que Pentágono financie muro com o México, diz jornal

Presidente estaria pressionando departamento de defesa, mas chances de projeto prosperar seriam pequenas por necessitar de aprovação do Congresso

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está pressionando o Pentágono para que contribua com fundos à construção do muro na fronteira com o México, embora seja improvável que essa ideia siga adiante por necessitar do sinal verde do Congresso, informou nesta terça-feira o jornal “The Washington Post”.

Trump reproduziu hoje uma mensagem que publicou no domingo passado no Twitter, na qual se orgulhava de que o orçamento aprovado na semana passada pelo Congresso lhe dá mais de US$ 700 bilhões para “reconstruir as forças armadas” americanas.

“Construir um grande muro fronteiriço, com (todas) as drogas e combatentes inimigos que entram no nosso país, tem a ver com a defesa nacional. Construamos o muro por meio do M!”, escreveu então o presidente.

Trump não esclareceu a que se referia com esse “M” final, mas, segundo dois assessores seus citados hoje pelo “Post”, se tratava da abreviação de “Military”, termo que descreve em inglês as forças armadas dos Estados Unidos.

Segundo o jornal, Trump não está satisfeito com a quantia de US$ 1,6 bilhão que obteve no orçamento da semana passada para construir o muro, e sugeriu que o Pentágono financie o projeto, justificando-o pelos supostos riscos à “segurança nacional” que a barreira poderia evitar.

A porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, não quis confirmar a informação do “Post” durante sua entrevista coletiva diária, embora também não a tenha negado.

“Não posso entrar em detalhes, mas posso dizer-lhes que seguimos construindo o muro, e vamos seguir pressionando até que esteja completado da forma como o presidente considera que é necessária para defender o país”, indicou Sanders.

Perguntada se Trump desistiu da sua intenção de que o México pague pelo muro, Sanders respondeu: “Acho que ele ainda tem planos de encontrar possíveis maneiras para que isso aconteça”.

Consultado pela Efe, o Pentágono não quis fazer comentários sobre a informação do “Post”.

No entanto, esse jornal cita um alto funcionário do Pentágono que afirmou que, para destinar fundos do Departamento de Defesa ao muro, seria necessário “reprogramar” o financiamento que o Congresso aprovou para o ano fiscal de 2018, ou aprovar uma emenda legislativa ao orçamento para 2019.

Ambas vias requerem a ação do Congresso e é improvável que Trump possa reunir os 60 votos necessários para isso, segundo reconheceram fontes da Casa Branca em declarações ao “Post”.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Em tempos de Fake News lá vem mais uma…. O ódio pelo Trump é tanto que manipulam na cara dura…

    O muro em questão já existe em 33% da fronteira, e foi construído pelo esquerdista Bill Clinton em 94. a proposta de Trump foi de ampliar o muro, mas parece que essa informação não é relevante, ainda mais quando se quer disseminar uma mentira. Vergonha Exame.