Trump pede que apoiadores protestem em seu favor

Presidente também atacou Obama por endividamento do país

Washington – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, abriu seu primeiro final de semana na capital Washington desde a posse com um pedido a seus apoiadores e uma crítica ao antecessor, Barack Obama.

Trump fez os comentários durante a manhã pelo Twitter. Na primeira mensagem, ele pediu que os milhões de pessoas que votaram nele devem fazer “seu próprio protesto”, o qual ele descreveu como “o maior de todos”. A mensagem foi uma aparente referência às recentes marchas contra sua administração, as quais incluem um protesto de mulheres ocorrido logo depois da posse.

O presidente norte-americano ainda disse neste sábado que a dívida nacional caiu desde que ele assumiu o cargo e fez comparações com uma alta ocorrida durante o início do governo Obama. Para Trump, essa informação não foi reportada pela imprensa.

Uma série de veículos de imprensa reportam informações sobre o orçamento federal publicadas todos os meses. O Departamento do Tesouro divulgou os números de janeiro no começo de fevereiro. Obama era presidente até 20 de janeiro, quando Trump teve sua posse.

Obama assumiu o posto em 2009 em meio a uma significativa piora da economia à qual levou a uma forte queda de receitas federais, elevando o endividamento. O governo de Obama respondeu à crise no seu primeiro mês ao continuar o programa de resgate aos bancos do presidente George Bush além de ter lançado um pacote de estímulo em fevereiro.

Flutuações mensais no endividamento nacional não são raros porque podem refletir superávits contábeis durante períodos em que o governo recolhe receita com impostos e déficits no momento em que paga restituição de impostos e outros benefícios. Comparações anuais evitam esse tipo de distorção relacionada a calendário.Fonte: Dow Jones Newswires.