Trump nega ter discutido inquérito sobre Rússia com novo procurador

Após a saída de Jeff Sessions, Trump nomeou Matthew Whitaker como procurador-geral interino

Washington – O presidente de Estados Unidos, Donald Trump, rejeitou nesta sexta-feira que a nomeação de Matthew Whitaker como procurador-geral interino seja uma manobra para acabar com a investigação sobre a suposta ingerência da Rússia nas eleições americanas de 2016.

“Não falei com Whitaker sobre este assunto”, disse Trump ao ser questionado sobre se tinha abordado com o funcionário a possibilidade de encerrar a investigação independente da chamada trama russa, instantes antes de partir rumo à França para assistir aos atos de comemoração do fim da Primeira Guerra Mundial.

Com estas palavras, o presidente americano quis excluir as suspeitas levantadas sobre a renúncia a seu pedido, anunciada na quarta-feira pelo procurador-geral dos EUA, Jeff Sessions, a quem recriminava há meses que se tivesse inibido de tal caso por ter mantido contatos ele mesmo com os russos.

Trump disse, além disso, que não conhecia Whitaker pessoalmente e afirmou que sua nomeação se deve exclusivamente à inteligência e à “grande reputação” entre as forças de segurança americanas.

“É um homem muito pronto e muito respeitado na comunidade das Forças de Segurança (…). Me disseram que tem uma grande personalidade e isso é o que necessitamos”, acrescentou.

A saída de Sessions do Governo levantou suspeitas entre a bancada democrata que teme que a Casa Branca esteja tentando encontrar uma via para pôr fim à investigação com a nomeação de Whitaker de forma interina.

A interinidade do cargo permite ao Governo que Whitaker possa assumir o cargo sem se submeter à aprovação do Senado, por isso que poderia aproveitar o recesso atual do Congresso para tomar medidas que atrapalhasse a investigação realizada pelo procurador-especial Robert Mueller, uma possibilidade que fez com que o Partido Democrata pedisse uma investigação no Senado.

“Mueller está fazendo um relatório e não foi confirmado pelo Senado”, argumentou Trump.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s