Trump nega desordem em sua equipe de transição

Segundo o republicano, o processo de seleção do seu novo gabinete é "muito organizado"

São Paulo – O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, defendeu sua equipe de transição para a Casa Branca, segundo a rede de TV britânica BBC, que foi acusada de “desordem” nos últimos dias.

Segundo o republicano, o processo de seleção do seu novo gabinete é “muito organizado”.

Desde a vitória de Trump, a equipe de transição vem passando por mudanças: o vice-presidente eleito, Mike Pence, assumiu a liderança da equipe, que era ocupada pelo governador de Nova Jersey, Chris Christie.

Ontem, Mike Rogers, que lidava com os assuntos de segurança nacional, renunciou ao cargo.

De acordo com a BBC, as últimas mudanças na equipe de transição de Trump teriam relação com o genro do presidente eleito, Jared Kushner.