Trump muda; Intel com ARM…

Reformulação de Trump

A três meses das eleições presenciais em novembro, o presidenciável Donald Trump promoveu uma nova reformulação em sua equipe de campanha. Para o recém-criado cargo de chefe executivo, o magnata nomeou Steve Bannon, dono de um conservador site de notícias políticas chamado Breitbart News. Analistas apontam que Bannon tem personalidade parecida com a de Corey Lewandowski, ferrenho defensor do lema “Deixe Trump ser Trump” e ex-chefe de campanha demitido há dois meses, numa tentativa de Trump de se mostrar mais moderado frente ao Partido Republicano — estratégia que o magnata parece querer novamente abandonar nesta reta final. Por outro lado, na reformulação desta quarta-feira, a conselheira  e analista Kellyanne Conway foi escolhida como gerente de campanha. Diferentemente de Bannon, Conway é mais moderada, e a expectativa é que ela traga a simpatia do eleitorado independente e das mulheres.

Mísseis russos no Irã

Pelo segundo dia seguido, aviões russos usaram uma base militar no Irã para atacar militantes do Estado Islâmico e de outras facções terroristas na Síria, além de fornecer mísseis de defesa aérea aos iranianos. O mesmo ocorreu ontem, marcando a primeira vez que o Irã foi usado como base por uma potência estrangeira. Tanto russos quanto iranianos apoiam o regime do presidente sírio, Bashar al-Assad, que enfrenta uma guerra civil no país desde 2011. Na terça-feira, um porta-voz do governo americano chamou a operação russa no Irã de “infeliz” e afirmou que vai averiguar se o caso viola a Resolução 2231 da ONU — que proíbe a venda ou o fornecimento de material de combate aos iranianos.

Fuga do embaixador

Desaparecido há alguns dias, o vice-embaixador da Coreia do Norte em Londres, Thae Yong Ho, divulgou nesta quarta-feira seu paradeiro, afirmando que decidiu fugir do território norte-coreano e agora se abriga com a família na vizinha Coreia do Sul. Para a agência AFP, Yong Ho afirmou que estava descontente com o governo de Kim Jong-un, desejava viver numa democracia e estava preocupado com o futuro dos filhos. Yong Ho é o mais alto diplomata a fugir do país desde 1997, quando o então embaixador do Egito também desertou e pediu asilo aos Estados Unidos.

Plutônio na Coreia do Norte

Por falar em Coreia do Norte, a agência de notícias japonesa Kyodo informou nesta quarta-feira que o país retomou sua produção de plutônio, elemento químico utilizado na produção de armas atômicas. As informações foram oficialmente concedidas pelo Instituto de Energia Atômica da Coreia do Norte, o qual afirmou que vai continuar enriquecendo urânio e não suspenderá seus ensaios nucleares no reator de Yongbyon — cujas operações foram retomadas em 2013 e visam fortalecer “a qualidade e a quantidade” das armas nucleares do país, segundo o governo. Em resposta às declarações norte-coreanas, o Departamento de Estado americano afirmou que já estava ciente das atividades e nomeou a situação de uma violação clara das resoluções da ONU.

Hike, o WhatsApp indiano

O aplicativo de mensagens Hike, rival indiano do WhatsApp, anunciou que recebeu 175 milhões de dólares em investimentos — desde seu lançamento, há quatro anos, o app já arrecadou 250 milhões. Um dos investidores foi a provedora de serviços de internet chinesa Tencent, que também é dona de um aplicativo de mensagens, o WeChat. Focado sobretudo no público indiano, o Hike tem funcionalidades específicas que não são encontradas em aplicativos desse tipo, como a possibilidade de enviar mensagens via SMS para amigos que não possuem uma conexão com a internet — situação comum na Índia. A briga com o WhatsApp no mercado indiano, contudo, não será fácil: o app americano possui 100 milhões de usuários ativos no país, enquanto o Hike totaliza 100 milhões de usuários registrados — mas, como nem todos os que se cadastram usam o app com frequência, o número de usuários realmente ativos ainda é menor do que o do rival.

Monsanto: contas abertas para a Bayern

Mesmo depois de recusar uma oferta de compra de 64 bilhões de dólares, a companhia americana de química agrícola Monsanto concedeu à farmacêutica alemã Bayer acesso limitado às suas contas, segundo fontes próximas à negociação. Com diversas propostas rejeitadas pela Monsanto, a imprensa alemã disse nesta semana que a Bayer poderá partir para uma postura mais agressiva, apelando diretamente aos acionistas da química americana caso a empresa continue pedindo propostas maiores do que as oferecidas.

Intel com ARM

A fabricante de processadores Intel anunciou que usará tecnologia da rival britânica ARM para iniciar a fabricação de chips de smartphones. Recentemente adquirida pelo banco japonês SoftBank, por 24 bilhões de libras, a ARM domina o mercado de telefones móveis — ainda inexplorado pela Intel, cuja expertise está nos componentes de computadores desktop. As duas empresas afirmaram que esperam que o acordo seja “mutuamente benéfico”. O primeiro cliente dos novos chips da Intel será a fabricante de celulares LG.