“Neste país falamos inglês, não espanhol”, afirma Trump

"Para ser assimilado, é preciso falar inglês e temos que assimilá-los (os imigrantes). Aqui falamos inglês, não espanhol", disse durante o debate pré-canditatos

Simi Valley – O magnata imobiliário Donald Trump garantiu nesta quarta-feira durante o debate de pré-candidatos do Partido Republicano para as eleições presidenciais de 2016 que os Estados Unidos são um país em que o idioma falado é o “inglês, não espanhol”.

Assim, Trump insistiu na crítica que fez no último dia 2 ao ex-governador da Flórida Jeb Bush, um de seus principais adversários para a indicação, já que o mesmo fez alguns discursos em língua espanhola, da qual é fluente, durante a campanha.

“Temos um país em que, para ser assimilado, é preciso falar inglês e temos que assimilá-los (os imigrantes). Este é um país no qual falamos inglês, não espanhol”, disse Trump.

Jeb Bush, por sua vez, defendeu seu uso do idioma espanhol em campanha e garantiu que “se uma criança” lhe fizer uma pergunta em castelhano, ele será “respeitoso com ela” e responderá nesse mesmo idioma.

“Bom, estou falando inglês aqui esta noite”, rebateu Bush a Trump.

O ex-governador da Flórida é casado com uma mexicana, fala espanhol perfeitamente e o utiliza de forma habitual em discursos para o público latino ou quando é perguntado nesse idioma.

Pouco depois foi a vez do pronunciamento do senador pela Flórida Marco Rubio, que tem ascendência cubana e também opinou sobre a questão da língua, aproveitando o tema para contar a história de seu avô, que emigrou de Cuba para os EUA e teve que aprender inglês.

“Estou de acordo que o inglês é o idioma unificador deste país e que todo mundo deveria falá-lo”, assegurou Rubio. No entanto, o senador explicou que, quando é solicitado, concede entrevistas em espanhol para os meios de comunicação.