Trump está analisando possíveis candidatos ao Fed, diz assessor

Donald Trump tem criticado a direção atual do Federal Reserve, que funciona como o Banco Central americano

Washington — A Casa Branca está considerando outros possíveis candidatos para a diretoria do Federal Reserve, embora o presidente Donald Trump ainda apoie seus dois potenciais candidatos, Herman Cain e Stephen Moore, disse o assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, nesta terça-feira, 16.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, costuma criticar as medidas da atual direção do Federal Reserve (Fed, Banco Central dos EUA). No último fim de semana, Trump disse que o PIB do país poderia ter crescido mais se não fosse a política do Fed. O atual presidente da instituição, Jerome Powell, foi indicado pelo próprio Donald Drump.

Kudlow, falando a repórteres na Casa Branca, acrescentou que as escolhas de Trump ainda estão passando pelo processo de indicação para os cargos na diretoria do Banco Central dos EUA.

“Estamos conversando com vários candidatos. Nós sempre fazemos isso”, disse ele quando questionado se a Casa Branca estava avaliando alternativas para Cain e Moore, cujas potenciais indicações levantaram preocupações entre economistas e alguns republicanos.

O Senado dos EUA deve confirmar qualquer indicação, e os republicanos controlam a Casa com 53 assentos. Mas quatro deles disseram que se opõem a Cain, ex-presidente-executivo de uma empresa de pizzas, impossibilitando efetivamente sua indicação.

Nenhum nome de candidato foi formalmente enviado ao Senado, mas Trump prometeu fazê-lo.

Economistas e outros críticos têm levantado preocupações sobre duas figuras próximas de Trump ocupando os cargos no que tem sido tradicionalmente uma entidade financeira apartidária.