Trump é incapaz de servir como presidente, alertam psiquiatras

Em carta divulgada pelo The New York Times, profissionais da saúde avaliam que fala e ações de Trump mostram sua instabilidade emocional

São Paulo – Um grupo de 35 psiquiatras, psicólogos e assistentes sociais de diferentes instituições e universidades, como Harvard e Columbia, classificou o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como “incapaz” de servir com segurança no cargo de presidente pela instabilidade emocional notadas em seus discursos e ações.

A constatação foi publicada em uma carta divulgada pelo jornal The New York Times. Nela, o grupo liderado por Lance Dodes, ex-professor de psiquiatria da Harvard Medical School, e Joseph Schachter, ex-diretor da Associação Internacional de Psicanálise, fez uma breve análise de alguns dos traços comportamentais mais evidentes de Trump.

“As falas e ações demonstram a inabilidade em tolerar visões diferentes das suas, levando a reações raivosas”, consideraram os profissionais. “Suas palavras e comportamentos sugerem uma incapacidade profunda em simpatizar. Indivíduos com esses traços distorcem a realidade para que ela se encaixe em seu estado psicológico, atacando fatos e aqueles que os transmitem (jornalistas e cientistas). ”

“Em um líder poderoso, esses ataques tendem a aumentar, enquanto o seu mito pessoal de grandeza parece se confirmar”.

Embora exista um entendimento da Associação Americana de Psiquiatria que desencoraja esse tipo de avaliação de figuras públicas, o grupo crê haver “muito em jogo para continuar em silêncio”. Por essa razão, os profissionais decidiram se manifestar no espaço que a publicação reserva para a publicação de artigos de opinião.

Preocupações

A carta do grupo vem dias depois que o senador democrata Al Franken (Minessota) revelou à rede de notícias CNN que já existe uma preocupação entre alguns de seus colegas do Partido Republicano sobre a saúde mental de Donald Trump.

“Ele mente muito, ele diz coisas que não são verdade”, explicou o político , referindo-se ao episódio em que Trump disse que milhões de pessoas teriam votado ilegalmente nas eleições presidenciais. Contudo, não há evidências de que isso tenha acontecido. “Isso não é a norma para o presidente dos Estados Unidos ou qualquer ser humano”, pontuou Franken.

Em dezembro de 2016, semanas antes de o republicano assumir o posto, um trio de psiquiatras (dois da Universidade de Harvard e um da Universidade da Califórnia) já havia se manifestado sobre o tema em uma carta escrita ao então presidente Barack Obama e que foi obtida pelo site de notícias Huffington Post.

Nela, recomendaram que Trump recebesse uma avaliação psiquiátrica completa. “Seus sintomas de instabilidade mental – incluindo a grandiosidade, impulsividade, hipersensibilidade e desprezo a críticas, inabilidade de distinguir fantasia da realidade – nos faz questionar a sua aptidão para assumir as imensas responsabilidades do cargo”, escreveram.

Para os aliados do magnata, no entanto, essas preocupações são infundadas. “Se ele é louco, é louco como uma raposa”, disse à CNN Chris Ruddy, amigo pessoal de Trump e CEO da NewsMax Media. “Eu não subestimaria suas habilidades”, disse ele em resposta aos comentários sobre a saúde mental do atual presidente.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Arthur Barros

    Sério?! Nossa que novidade…

  2. Um cara constrói o seu império sem ser um empreendedor nerd dos computadores e da nova economia e é considerado incapaz de governar pelo NY Times por cumprir suas promessas de campanha.

  3. Alexandre DS Medicamentos

    Impressionante como a esquerda quando perde a eleição se torna insaciável em desconstruir as pessoas.

  4. Everton Cavalheiro

    Fico pensando,
    Quanto tempo a esquerda demora para superar uma derrota?
    É muito fácil levantar acusações infundadas, onde esta o argumento consistente ?
    Em que o estudo se baseou , alem de falacia de um monte de “diplomados” de esquerda, que utilizam um diploma para tornar uma acusação tão tendenciosa e promiscua.

  5. Existe uma grande diferença entre Fazer as coisas de modo egoísta, ou seja, conquistar as coisas para si mesmo e, trabalhar para conquistar para outros.
    Ele quer impor sus visão e interesses pessoais, na política isso não se pode Fazer.
    Ele é uma pessoa que tem muitos traumas. Hitler tambem escolheu um povo al que perseguir, como ele escolheu aos mexicanos. No caso de Hitler, ele não aceitava o fato de que sus mãe fosse doméstica de judeus. No caso de Trump, ainda esta por revelar-se, a contestar de seus traumas.

  6. Marcos Dollis

    Desencana dessa dualidade de Esquerda X Direita. Nos USA não existe isso.
    Trump foi o candidato dos RedNeck. Ele foi eleito por pessoas simples oi de pouca instrução, que não queriam votar em políticos de carreiras, que usam jargões técnicos. As pessoas viram nele a imagem do pai bravo e enérgico e não do líder capaz de como seguir dirigir a nação mais influente do mundo.
    Foi quase um voto de protesto feito por pessoas que já não votavam há muitos anos.
    Diferente daqui, lá não se bate panelas ou bate boca em rede social.
    Se o “estabilishment” entender que ele coloca os USA em risco, ele será morto.

  7. Vocês deveriam ter vergonha de publicar uma besteira como esta. Todos sabemos que Trump é perseguido desde sua candidatura pela patrulhinha esquerdista do politicamente correto, pelos globalistas (como o esquerdalha Soros), e obviamente pelo mainstream americano, controlado justamente por esquerdistas como Soros, Turner, Slim, etc.
    Trump trabalhou a vida toda e conseguiu transformar milhares de dólares em milhões, e depois em bilhões. O cara é um empreendedor nato, um empresário de sucesso, que só quer o bem do povo AMERICANO, quer o melhor para os ESTADOS UNIDOS… e bobalhões editores como do NYT escrevem besteiras e mais besteiras sobre ele tentando desqualificá-lo como presidente, e no Brasil a mídia que também não tem vergonha na cara, corre pra avalizar esta besteirada.

  8. Marcos Dollis, democratas representam a escória liberal da esquerda, e republicanos os conservadores, logo, a direita.

  9. Adriano Monteiro

    Pode ser K Oberziner! Mas o diagnóstico do Marcos Dollis tá certo. Se ele começar a fazer muita M. no cargo não fica. Lá muitos já tombaram. Tomara que dê certo o seu governo, pois se der problema lá, o andar de baixo aqui sofre. Talvez daqui alguns séculos se inverta esta posição. A safra ta ruim aqui. Aliás tá ruim pro mundo inteiro. Se existe uma figura que está em falta no mercado são líderes verdadeiros, não estes usurpadores do dinheiro alheio.

  10. Alberto Ahrens

    O que voces da direita…sou do centrao…esquecem em suas locuras excessivos…es que a politica tem os dois lados de poder…pela BOCA/CONVERSA e pela ARMA. Nos EEUU a ARMA nao sirve entao o que resta é da boca. Quem tem o maior poder dos dois…ganha! Simples assim. O papo de Trumpito está cada vez mais mostrando algo que nao combina com um americano comun….radicalizmo. Americanos nao sao RADICAIS pela natureza até um ponto de sentir sem opçoes…e vao com tudo.
    Sou EX-eeuu…e tem muitos anos para saber o que falo. Voces sentem nas cadeiras de suas grandes pensamentos quando nao enxergam que sao como um cu…cada um tem e vale pouco…inclusive o meu. Si…o Trumpito continue no caminho a onde anda…nao vai ter exito. Ele é extremo demais e isto nao vale no sistema americano. O papo ai em sua contra vai crescer até um ponto de ter a força para botar-o afora. A politica é assim…gostando ou nao…independente de qual quer lado que caia. Politica americano nao tem nada que ver com a politica Brasileira. Cabeças totalmente differente….nao ha mae para chorar.