Trump diz que se Coreia do Norte atacar Guam “vai se arrepender”

O presidente dos EUA se recusou a falar das relações diplomáticas, e disse que espera que a Coreia do Norte entenda a "gravidade de suas palavras"

São Paulo – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse hoje que o líder norte-coreano, Kim Jong Un, vai se “arrepender rapidamente” se continuar com suas ameaças aos territórios norte-americanos e seus aliados, em mais um alerta de que Washington está disposta a agir contra a nação nuclearmente armada.

“Se ele proferir uma intimidação na forma de ameaça aberta – o que, a propósito, ele e sua família têm feito por anos – ou fizer qualquer coisa com Guam ou qualquer lugar que seja território americano ou um aliado americano, ele vai se arrepender verdadeiramente e vai se arrepender rápido”, disse.

Autoridades americanas têm afirmado que ainda há um canal diplomático paralelo com a Coreia do Norte, mas ainda assim Trump procurou projetar a força militar de seu país.

Mais cedo, o presidente disse nas redes sociais que soluções militares para a crise estão “a postos, protegidas e carregadas”.

Em seguida, ele compartilhou uma mensagem da Comando do Pacífico dos EUA que mostrava aviões bombardeiros no território de Guam, que recebeu ameaças do regime de Pyongyang.

Trump se recusou a falar das relações diplomáticas entre EUA e Coreia do Norte, e disse que espera que a Coreia do Norte entenda a gravidade de suas palavras.