Trump diz que milhões de pessoas são “silenciadas” por redes sociais

O presidente americano criticou as companhias de redes sociais que estão "censurando" usuários por conta de notícias falas

Washington – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, criticou nesta sexta-feira as companhias de redes sociais por silenciarem “milhões de pessoas”, no que descreveu como um ato de censura.

Trump não identificou nenhuma das empresas.

Entretanto, na terça-feira, Facebook, Twitter e Alphabet, empresa controladora do Google, removeram centenas de contas ligadas a uma suposta operação de propaganda iraniana, enquanto o Facebook também derrubou uma segunda campanha que disse ter relação com a Rússia.

“Gigantes das redes sociais estão silenciando milhões de pessoas. Não podemos fazer isso, mesmo que signifique continuar a ouvir notícias falsas, como a CNN, cujos índices têm sofrido gravemente. As pessoas tem que descobrir o que é real e o que não é, sem censura”, escreveu Trump em publicação no Twitter.