Trump diz que antecessores também queriam transferir embaixada

Em um vídeo postado no Twitter, Trump destaca como seus antecessores se mostraram favoráveis à mudança, mas, uma vez no cargo, mudaram de opinião

O presidente Donald Trump postou nesta sexta-feira um vídeo para mostrar como seus antecessores, Bill Clinton, George W. Bush e Barack Obama, assinalaram Jerusalém como capital de Israel, mas não atuaram neste sentido.

“Cumpri com minha promessa de campanha, os outros não”, vangloriou-se Trump no Twitter, ao postar uma montagem com declarações dos três ex-presidentes para comprovar suas afirmações.

Trump destaca no vídeo como seus antecessores se mostraram favoráveis durante sua campanha à mudança da embaixada americana para Jerusalém, mas, uma vez no cargo, mudaram de opinião.

Obama jamais abordou especificamente a questão de transferência, mas chamou Jerusalém de “capital de Israel”.

“Tão logo assumir, começarei o processo de transferência da embaixada dos Estados Unidos para a cidade que Israel escolheu como sua capital”, afirmou Bush em um discurso em 2000, segundo o vídeo publicado por Trump.

A montagem inclui uma imagem do discurso de Trump de quarta-feira anunciada sua histórica decisão. No discurso, Trump mencionou a falta de coragem dos que ocuparam a Casa Branca antes dele.