Trem refrigerado com corpos do avião chega a Kharkiv

Os corpos serão retirados dos vagões e levados para contêineres trazidos especialmente da Holanda

Donetsk – O trem refrigerado com os corpos das vítimas do avião malaio, que caiu na quinta-feira em território ucraniano, chegou nesta terça-feira à cidade de Kharkiv, no leste da Ucrânia.

O trem, acompanhado por 16 representantes de Holanda, Malásia e da OSCE, saiu esta madrugada de Donetsk, cidade controlada pelos separatistas pró-russos, com 282 cadáveres e 87 fragmentos dos corpos dos 298 ocupantes do avião, que foi abatido por um míssil.

O comboio chegou à estação Kharkov-Balashovski, de onde, após trocar de locomotiva, será enviado à fábrica Malyshev.

Ali, segundo a agência “Interfax” os corpos serão retirados dos vagões e levados para contêineres trazidos especialmente da Holanda.

O comboio partiu ontem à noite da cidade de Torez, na região de Donetsk, perto de onde caiu o Boeing 777 da Malaysia Airlines, mas foi detido na estação de Donetsk por várias horas para que os insurgentes entregassem as duas caixas-pretas do avião a um representante da Malásia.

“Não viemos aqui para culpar a ninguém. As duas caixas são propriedade da Malásia. À simples vista se pode apreciar que as caixas estão intactas”, assegurou à imprensa o chefe da delegação do país asiático, um coronel do Conselho de Segurança Nacional da Malásia.

O primeiro-ministro da república popular de Donetsk, Aleksandr Borodai, entregou os dois dispositivos durante uma cerimônia oficial realizada na sede do governo separatista na qual as partes assinaram documentos oficiais.

As caixas, que na verdade são laranjas, foram colocadas sobre a mesa da sala de conferências e entregues à parte malaia.

“Agora temos três tarefas: a repatriação dos corpos, a mudança das caixas-pretas e a devolução dos objetos pessoais aos seus donos”, disse o representante malaio.