Transocean vai recorrer de decisão sobre suspensão no Brasil

A justiça federal do Rio de Janeiro emitiu na quinta-feira uma notificação contra a petrolífera para que suspenda as operações no Brasil dentro de 30 dias

Zurique – O grupo petroleiro suíço Transocean, especializado na exploração de petróleo em alto-mar, informou nesta sexta-feira que recorrerá da determinação de um tribunal brasileiro de suspender as atividades no país nos próximos 30 dias, uma decisão a qual se opõe “vigorosamente”.

A justiça federal do Rio de Janeiro emitiu na quinta-feira uma notificação contra a Transocean para que suspenda as operações no Brasil dentro de 30 dias, informou a empresa com sede na cidade de Zug em um comunicado divulgado na quinta-feira.

A decisão brasileira foi adotada após o vazamento de 3.000 barris de petróleo na costa do Rio de Janeiro em novembro de 2011 no campo de Frade, na bacia de Campos.

A empresa afirma que fará sua defesa “vigorosamente” contra a decisão judicial e que apelará a um tribunal superior.

A Transocean tem 10 plataformas de petróleo sob contrato no Brasil. A atividade do grupo no país representou 11% no primeiro semestre de 2012 de um faturamento total de 4,9 bilhões de dólares.