Tragédia na capital do Congo: 150 mortos

Um incêndio em dois depósitos de munições no quartel de Mpila, zona leste de Brazzaville, teria provocado o incidente

Brazzaville – Pelo menos 150 pessoas morreram neste domingo e 1.500 ficaram feridas na explosão de um depósito de munições em Brazzaville, a capital da República do Congo, informou à AFP uma fonte diplomática europeia.

“Há pelo menos 150 mortos nos hospitais militares e 1.500 feridos de maior ou menor gravidade”, afirmou a fonte diplomática à AFP, entrevista por telefone de Paris.

Muitos feridos, vários deles oficiais de uniforme, eram atendidos nas ruas.

Um correspondente da AFP viu os corpos de quatro pessoas, incluindo uma criança, em uma clínica perto da área da explosão.

Cinco explosões muito fortes sacudiram Brazzaville a partir das 8H00 locais (4H00 de Brasília) e até as 10H45.

Um incêndio em dois depósitos de munições no quartel de Mpila, zona leste de Brazzaville, teria provocado a tragédia, segundo fontes militares.

Um helicóptero sobrevoava a região. A área da tragédia foi isolada pelas forças de segurança.

De acordo com testemunhas, as explosões, muito fortes, provocaram cenas de pânico e foram sentidas em Kinshasa, a capital da República Democrática do Congo, separada de Brazzaville pelo rio Congo.