Tiroteio em Nova York não é tratado como terrorismo pela polícia

A identidade do atirador ainda não foi revelada, mas acredita-se que ele seja um ex-funcionário do centro hospitalar; ele foi morto no local

São Paulo – O tiroteio no Hospital Bronx-Lebanon, em Nova York, está sendo tratado pelo Departamento de Polícia da cidade (NYPD, na sigla em inglês) como um incidente em um local de trabalho, não relacionado a terrorismo.

Segundo o NYPD, o atirador foi morto no hospital.

Até o momento, a polícia que duas pessoas foram baleadas. A rede de TV americana CNN, no entanto, afirma que entre 4 e 8 pessoas foram alvo do atirador.

Além da polícia, o Departamento de Bombeiros de Nova York também está respondendo ao incidente, disse um porta-voz.

A identidade do atirador ainda não foi revelada, mas acredita-se que ele seja um ex-funcionário do centro hospitalar.

Veja também