Tillerson volta atrás e impõe condições para diálogo com a Coreia

Secretário de Estado dos Estados Unidos disse que "a Coreia do Norte precisa merecer voltar à mesa" de negociações

Nova York – O secretário de Estado americano, Rex Tillerson, recuou de uma oferta anterior de diálogo sem condições com a Coreia do Norte.

No Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas, Tillerson disse que “a Coreia do Norte precisa merecer voltar à mesa” de negociações.

Nesta semana, a autoridade mencionou a possibilidade de um diálogo sem precondições, durante um “período de quietude” nos testes de armas de Pyongyang. Depois, porém, a Casa Branca deu declarações distintas.

Nesta sexta-feira, Tillerson afirmou que as discussões diplomáticas precisam ser precedidas por uma “paralisação sustentada” do comportamento ameaçador dos norte-coreanos.

Ele disse que a campanha de pressão econômica e diplomática na Coreia do Norte “precisa e irá continuar até que a desnuclearização seja alcançada”. Ainda segundo ele, enquanto isso os canais de comunicação “estão abertos”.

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, ofereceu-se a participar do processo para evitar uma escalada na Península Coreana.

Segundo Guterres, o risco de um conflito é multiplicado pelo excesso de confiança e pela retórica, além da falta de canais de comunicação. Ele pediu um imediato restabelecimento e fortalecimento da comunicação. Fonte: Associated Press.