Thame descarta hipótese de novo racha no PSDB-SP

Segundo atual presidente, acordo deve sar ainda neste sábado

São Paulo – Apesar do impasse em torno do nome que ocupará a secretaria-geral do PSDB paulista, o atual presidente da sigla, Mendes Thame, não acredita na possibilidade de um novo racha no partido em São Paulo. De acordo com o tucano, a legenda trabalha com a hipótese de acordo até a escolha de um novo comando estadual do PSDB, no fim desta tarde. “Não há a menor possibilidade de racha”, disse nesta manhã, durante a Convenção Estadual do PSDB, promovida na capital paulista. “Nós não trabalhamos com a hipótese de baixas. Nós trabalhamos com a hipótese de que haverá acordo até o final da tarde”.

Os tucanos vão para a convenção estadual em São Paulo com uma chapa única para a escolha do Diretório estadual da sigla, composto por 105 integrantes. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, trabalhou diretamente para buscar o consenso, mas encontrou novo imbróglio na composição da Executiva estadual. O atual secretário-geral, César Gontijo, que conta com o apoio de mais de 50% das bases da sigla, pleiteia a permanência no cargo.

Em contrapartida, a bancada federal insiste em emplacar o nome do deputado Vaz de Lima. O governador intercedeu nas negociações, mas não conseguiu consenso. Na noite de ontem, foi realizada uma última reunião na sede do PSDB em São Paulo, mas não foi obtido nenhum acordo.

O atual presidente estadual da sigla lembrou que o PSDB conseguiu chegar a consensos em convenções anteriores e aposta em um acordo ainda hoje. “Esse consenso tem sido obtido como regra. Quando não se consegue, como aconteceu nas eleições das Executiva municipal de São Paulo, é um exceção muito rara.” De acordo com Mendes Thame, o deputado estadual Pedro Tobias será conduzido ao comando da sigla em São Paulo. A votação do novo diretório estadual do PSDB teve início às 9 horas.