Texas executa mais dois presos

Ramón Hernández, de 41 anos, e Preston Hugues, de 46, foram executados na quarta e quinta-feira respectivamente com injeção letal

Washington – Um latino e um negro foram executados no Texas, elevando a 15 o número de condenados à morte cujas penas foram cumpridas este ano no estado do sul dos Estados Unidos, que ostenta o recorde de execuções, informaram nesta sexta-feira autoridades penitenciárias e do Centro de Informação sobre a Pena Capital.

Ramón Hernández, de 41 anos, e Preston Hugues, de 46, foram executados na quarta e quinta-feira respectivamente com injeção letal, após permanecerem dez e 23 anos no corredor da morte.

Quarenta homens foram executados este ano nos Estados Unidos.

Hernández foi condenado pelo assassinato em 2002, em San Antonio, de uma mulher também latina de 37 anos. Foi acusado de tê-la sequestrado, com dois cúmplices, agredido sexualmente e matado antes de transportar seu corpo para um bosque onde foi enterrado, segundo autoridades penitenciárias do Texas.

Preston Hugues reconheceu o assassinato de uma jovem negra de 15 anos, a quem também estuprou, e de seu primo de 3 anos em 1988 em Houston.

Pouco antes de sua execução, alegou, no entanto, sua inocência e pediu que seus parentes continuassem a lutar para provar a sua inocência, informou um porta-voz.

Com quinze detidos executados em 2012, o Texas é responsável por dois terços das penas de morte aplicadas nos Estados Unidos.